• O Poder das palavras

    Palavras gentis podem ser curtas e rápidas, mas os seus ecos são infinitos” já dizia o Profeta Gentileza que durante mais de 20 anos de sua vida espalhou pela cidade do Rio e também por todo o Brasil, suas lindas e marcantes palavras de gentileza, cordialidade, esperança e amor, nos muros, no seu estandarte, em sua túnica, nas flores que distribuía com carinho, a cada rosto que passava por ele, todos os dias, incansavelmente! Na música de Marisa Monte, Gentileza, ela homenageia este grande homem, de aparência humilde e alma nobre: “Amor, palavra que liberta, já dizia o profeta”.

    É fundamental que procuremos usar o poder das palavras para trazer alegria, paz, harmonia, amor e saúde para a nossa vida, de nossa família, dos que convivem conosco e também para aqueles que “passam” por nós.

    Você já parou para pensar o que tem saído de sua boca? Seriam palavras que confortam, animam, encorajam ou o contrário? Procure sempre trazer consigo palavras que possam ser úteis e consoladoras!

    Gentileza gera gentileza, amor gera amor, respeito gera respeito, esta é a lei de ação e reação. O que você está criando ao seu redor?

    As palavras geram frequências harmônicas ou desarmônicas segundo os sentimentos que elas trazem consigo.

    Segundo o Dr. Masaru Emoto, um renomado cientista japonês em seu livro, um best seller, As mensagens escondidas na água, demonstra por meio dos resultados de suas pesquisas, como as palavras, pensamentos e emoções influenciam a memória molecular da água, demonstrando que as palavras, ditas, escritas, pensadas, sentidas possuem o poder de alterar a conformação estrutural da água. Sugiro também outro livro dele: Vida secreta da água.

    Assim, uma amostra de água que recebera palavras de amor, harmonia, como uma música de Vivaldi ou mesmo uma oração, formavam cristais perfeitos, bem como palavras carregadas de raiva, tristeza, desesperança formavam cristais totalmente desestruturados.

    Ingerido-se um pouco de água harmonizada diariamente, receberíamos os benefícios, agindo como um medicamento natural e efetivo, trazendo consigo a informação de saúde, transmitindo aos nossos trilhões de células e por conseguinte ao seu componente mais importante, as moléculas de água que totalizam mais de 70% do nosso corpo.

    Outra forma de utilizarmos o poder das palavras na saúde é doando palavras àqueles que necessitam. Doe palavras é o nome de um movimento criada pelo Instituto Mário Penna em Belo Horizonte, com o intuito de levar mensagens de força e esperança aos pacientes de câncer de sua rede. Você pode entrar no site (www.doepalavras.com.br) e “doar” um pouquinho de carinho e solidariedade por meio de uma mensagem que será passada em dezenas de TVs espalhadas pelos hospitais e lares dos pacientes.

    Os médicos disseram que após a implantação deste movimento, o índice de recuperação dos pacientes aumentou enormemente. E os pacientes dizem que se sentem mais felizes e esperançosos ao lerem estas mensagens. Imagine se este movimento se estendesse a toda a rede pública de saúde do Brasil?

    Outra forma de trazer esta ideia para seu cotidiano seria espalhando palavras gentis e otimistas, quer escritas ou faladas, no lar, no trabalho, na escola, em igrejas, asilos, orfanatos, hospitais, universidades, pontos de ônibus, etc. Seja qual for o lugar, o poder delas se manifestará!

    São gestos simples como estes que podemos mudar o nosso mundo e o mundo que habita em nós!

    Myrella Brasil
     
    Publicado dia 02 de agosto de 2012, no Diário da Manhã

Deixe uma resposta